1.6.17

DIU - Metodo Eficaz? Minha experiência

1.6.17
Uma preocupação constante da mulher, eh sobre o melhor método contraceptivo a ser usado. 

Usei pílulas durante anos , mas esbarrava na questão ESQUECIMENTO. Vivia esquecendo de tomar, o que afetava a eficácia do remédio. Desde muito jovem tomei a decisão de não ter filhos, então ter um método eficaz de evitá-los é essencial pra mim. 

Tentei usar contraceptivo injetável - mas uma unica aplicação me fez inchar 4kg e ficar com um mau humor insuportável, então desisti da ideia.

Pensei no DIU. Nunca tinha usado, e ouvia muitas historias de quem usava e acabava engravidando. Então tinha muitos receios sobre o método.

Importante dizer que nunca tive ovários policísticos ou qualquer outro problema do aparelho reprodutivo, de modo que a escolha do método contraceptivo pra mim foi uma questão de praticidade mesmo. 

Conversei com o meu ginecologista na época. Tinha 32 anos e estava recém separada. Ele não foi nada favorável a ideia pelo fato de eu não ter filhos. Decidi então procurar outra opinião, e através de indicações encontrei minha ginecologista que vem me acompanhando desde então.


Ela me pediu uma série de exames de laboratório e imagem, em diferentes épocas do meu ciclo, para poder ver como meu organismo se comportava. A partir dessa analise concluiu que o DIU de cobre era viável pra mim.

Coloquei o DIU de cobre (não hormonal) em maio de 2006, no consultório mesmo. Minha medica pediu uma ultra para confirmar que ele estava bem posicionado. E constatou que havia um problema - não no DIU, mas uma fibrose no meu útero . Foi necessário retirar o DIU, fazer a retirada dessa "pele estranha" e recolocar o dispositivo. Nesse caso não foi feito em consultório, passei uma noite internada e tudo foi feito, no dia seguinte fui pra casa.


Depois disso, a cada 6 meses fiz ultrassonografias para ver se o DIU estava corretamente posicionado. E sempre esteve no lugar!

Meu DIU era de 7 anos. Mas ele estava muito bem posicionado e com acompanhamento da minha ginecologista fiquei 10 anos e 6 meses com ele, só fazendo a troca em dezembro de 2016.

O fato de ter feito cirurgia bariátrica também virou um ponto de atenção na troca do DIU. Como eu ia perder muito peso em pouco tempo, havia o receio de o DIU sair do lugar (e ter sua eficacia afetada). Então minha ginecologista me recomendou esperar uns 30 a 45 dias depois da cirurgia (quando a eliminação de peso eh maior) para fazer a troca. 

Fiz a retirada do DIU antigo e coloquei o novo com um médico indicado pela minha ginecologista, pois ele tem um aparelho de vídeo que permitia o procedimento em consultório. Fiz tudo em menos de 1 hora e a dor foi suportável, como uma cólica. Meu DIU atual eh de 7 anos. Dado que estou com 44 anos, pode ser que seja o ultimo antes da menopausa.



Com base na minha experiencia com o DIU, acho o método seguro e recomendo DESDE QUE com acompanhamento médico. Eh um método que requer revisões periódicas. 

Listando os prós e contras, baseados na minha experiencia. 

Prós:
- Econômico - o custo do DIU x sua duração é infinitamente menor do que o custo total com anticoncepcionais e injeções no mesmo período;
- Não Hormonal, portanto bem menos agressivo ao organismo.
- Não precisar ficar lembrando de tomar remédio ou injeção eh maravilhoso!

Contras:
- Nos primeiros meses o fluxo menstrual com o DIU de cobre foi muito intenso. Com o tempo se normalizou;
- Por causa do fluxo intenso também tinha muitas cólicas no inicio do uso. Com o tempo também se normalizou

Se você tem dúvidas sobre o método, busque informação. Existem grupos em redes sociais que tratam do assunto, e vários artigos na internet. Acima de tudo busque um médico que OUÇA suas necessidades e faça toda a checagem necessária para indicar o melhor método para você. 

E você, usa? Ja usou? Tem medo? Me conta!




6 comentários:

  1. Eu ia colocar o diu hormonal como método pós cirurgia bariátrica. Eu desisti por dois fatores: um que eu tenho medo dele se deslocar e o outro é ouvir casos de gravidez. Como a pílula não é mais uma boa ideia por causa da chance de nao absorção, decidi pelo injetável. Tomei pela primeira vez mês passado e não observei nenhum inchaço, mas ainda é muito cedo pra falar. O DIU de cobre não é uma opção pra mim porque tenho mioma (é um dos sintomas é o sangramento absurdo. Já tive um episódio de menorragia absurdo que me deixou anêmica em poucas horas) e ter naturalmente um fluxo Muito intenso. Então como grande parte das mulheres q usam o de cobre relatam aumento do sangramento pra mim não passa pela cabeça de jeito nenhum. Eu estava super animada pelo diu hormonal mas esse papo dele se deslocar e você não saber na hora, me assustou. Ter filhos não está nos meus planos. Hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola! Eu uso DIU desde 2006, e fiz bariatrica em 2016. O de cobre foi adequado pra mim justamente pq eu nao tinha nenhum problema no aparelho reprodutivo, sei que ele nao eh opcao para algumas mulheres. Com relacao a cirurgia, minha gineco pediu que eu esperasse o primeiro mes antes de trocar. Quando eu troquei o DIU eu ja tinha emagrecido uns 12-15kg. Ja emagreci 31kg e ele continua no lugar... o injetavel que eu testei anos atras me deixou com um mau humor horroroso. Entao o DIU pra mim tem sido a melhor opcao. O bom eh termos um profissional que possa nos orientar nesta questao e nos apontar dentre as varias opcoes, qual eh a ideal para a gente. Tomara que o metodo injetavel se confirme ser o melhor no seu caso. Um grande abraco!!!

      Excluir
  2. Eu uso. Coloquei há um mês. Tb estava com medo de colocar por conta das histórias de gravidez que contam por aí. O hormônio estava me fazendo mal então tinha que usar algo não hormonal. Pesquisei muito, conversei com varias meninas que usam e a médica que me atendeu foi super a favor (SUS). Fiz os exames, estava tudo certo para colocar e coloquei. A dor, após colocar, foi bem menor do que imaginei. Intensa, mas passava com remédio. Fiz o USG e está posicionado corretamente. Estou super feliz com o meu DIU! ��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Laura! Precisamos divulgar nossas historias positivas no uso do DIU para desmistificar o método. Obrigado por compartilhar!

      Excluir
  3. Usei dois DIUs de cobre: um depois do primeiro filho e outro depois da minha segunda filha. Não sei dizer se o sangramento aumentou pq sempre tive muito rsrsrsrs Principal objetivo do DIU era mesmo um método a prova de falhas e autosabotagens. Sempre fiz o acompanhamento mínimo, que é a consulta anual com o gineco, e sempre correu tudo bem. Depois de um tempo, por indicação médica, resolvi colocar o DIU hormonal. Estou no segundo Mirena e ficar sem menstruar é o melhor dos mundos! Apesar disso, ganhei muito peso (12 kg), que não descem nunca apesar da rotina da academia e alimentação repensada. Assim, acho que, apesar do mundo maravilhoso da não-menstruação, vou retirar o Mirena. O sobrepeso está começando a me incomodar e acho que hj menstruar não vai mais ser o drama da minha rotina como era. Método contraceptivo da vez: vasectomia no patrão! ahahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pooo Vasectomia no patrao eh a melhor sempre! Meu marido quer fazer tb, vamos comecar a ver. Enquanto isso, DIU de cobre na veia! Eu tenho muito medo dessa historia de nao menstruar...vai que eu engravido e nao percebo? To fora...

      Excluir



Design e Desenvolvimento por Lariz Santana