13.10.19

Uma Horta destruída – e suas lições...

13.10.19

Olá tudo bem?

Eu acredito que tudo que acontece conosco traz uma lição... e vou trazer a história da minha horta para fazer algumas reflexões.

Quem me segue no instagram sabe que eu tenho uma horta de temperos, e algumas plantas decorativas em casa. Semanalmente falo dela no instagram, e estou na semana 33. 

Bom, eu estava há algumas semanas sem dar à minha horta a atenção que achava que devia, e no último sábado eu comprei terra e fertilizante mineral, para "reforçar" o crescimento dela.

Manjericao, pimenta e salsinha, antes do "ataque" de fertilizantes 

Porém... não prestei muita atenção na forma de uso, e simplesmente misturei o fertilizante com a terra sem prestar muita atenção nas proporções... Até porque nós somos do tipo mais é melhor não é verdade?😂  Coloquei a terra com fertilizante toda orgulhosa, e fiquei esperando o resultado -  uma horta linda  e frondosa.  . Para minha surpresa ao longo dos dias, mesmo molhando diariamente como sempre, a horta foi murchando murchando , até que 5 dias depois, as plantas que receberam a terra reforçada morreram!! 





Dias depois..mesmo recebendo agua diariamente..morreram! 


A causa provável: excesso de fertilizante. Morreram ressecadas ou envenenadas... ainda não sei ao certo. Meu manjericão, e minha pimenta que já estavam grandes,  foram vítimas..e o tomate e o pimentao e a salsinha que estavam tentando crescer, se foram também. 

Os únicos sobreviventes foram as babosas - que receberam uma quantidade mínima de terra reforçada - e o hortelã que nao recebeu a terra. 

As sobreviventes!


Bom, o que isso me ensinou?

1)      Cuidado precisa ser REGULAR. Não adianta ficar semanas sem fazer algo e depois fazer com intensidade.  A regularidade conta mais do que intensidade! Isso vale para o nosso autocuidado também.

2)      PRESUNÇÃO: Acreditar que não era necessário seguir a EXATA recomendação do fabricante e  querer fazer as coisas à minha maneira, matou as minhas plantas. Quantas vezes não fazemos exatamente isso, querendo fazer a nossa maneira (sem ter domínio do tema) e ignorando recomendação de quem entende do assunto?

3)     RECOMECE. Bom, eu não vou desistir! Como eu não sei o quão  envenenada/saturada de química está essa terra, eu decidi jogar toda ela fora, e começar a horta de temperos de novo. Comprei novas mudas, mais um saco de terra adubada, e recomecei...Assim aprendo com os meus próprios erros. Vou fazer tudo de novo..e buscando ser melhor! Errar faz parte e vida que segue!


Começando de novo! 



Tomate que estava na geladeira..plantei as sementes. Acompanhemos! 

Uma coisa aparentemente simples pode ensinar muito sobre quem sou, como lido com as
situações, e como posso melhorar...E isso é também... AUTOCONHECIMENTO.  

E você o que aprende das coisas do cotidiano que acontecem com você? Me conte!



5.10.19

Resistindo pelo Afeto: Conservatória - RJ

5.10.19

Dentre os muitos planos que eu tinha esse ano, um era fazer uma viagem com meus pais. Parece simples mas é difícil conciliar agenda com eles, que não param em casa hahaha



Enfim, finalmente a oportunidade surgiu e os levei a um lugarzinho no RJ que eu gosto muito - Conservatória, em Valença, interior do estado do RJ.




Conservatoria é conhecida como a cidade da seresta. É um lugar perfeito para quem quer desacelerar, passear num lugar tranquilo, andar pela cidade a pé, tomar um café despreocupadamente, e ouvir antigos sucessos da música brasileira.



Não pretendo aqui fazer um post turístico sobretudo conservatória, já existem muitos e eu mesma já fiz um anos atrás.



Meus pais ficaram encantados com o fato de que a grande maioria das pessoas em conservatória são da meia idade ou terceira idade. Pessoas maduras ou idosas. A cidade tem um ritmo particular. Muita gente andando calmamente, conversando sobre os assuntos que também são de interesse deles. Muitos idosos cantando na seresta, se divertindo, sendo felizes ali. Meus pais são idosos que levam felizmente uma vida muito tranquila e viajam muito. Mas devido aos problemas de saúde e as limitações da idade eles estão entrando na fase em que precisam se divertir mais perto de casa, digamos assim.





Fomos a localidades vizinhas como Santa Rita de Jacutinga e Rio de Preto. Lá eles conheceram a fazenda Santa Clara, que é uma das maiores fazendas de café da história do país, que luta para sobreviver e preserva a história que lá aconteceu incluindo seu passado escravagista. Levei meus pais ao Quilombo São José e contei a história daquelas terras.

Fazenda Santa Clara


Fazenda Santa Clara


Minha mae no Quilombo Sao José



A noite fomos ver na praça um show em homenagem a 1 ano de morte da cantora Ângela Maria (nesse ponto eu sei que você riu. Mas te garanto que você conhece muitas músicas dela e nem sabe). Minha mãe cantando todas as músicas e comemorando porque não as ouvia há muito tempo. Dali fomos jantar ali perto.




Estávamos numa pousada bem no centro então fazíamos tudo a pé. De manhã meu pai quis andar pela cidade, fomos até a entrada, tiraram a famosa foto na locomotiva, voltamos. Meu pai quis voltar pra pousada e nós ficamos para a solarata - uma cantoria que acontece aos domingos de manhã. Na hora do almoço saímos de conservatória, almoçamos em ipiabas e de lá voltamos pra casa.

Meus pais amaram o lugar e certamente vão voltar lá outras vezes e levar os amigos 😂😂😂😂 . E eu fiquei feliz de ter tido um tempo precioso com eles e poder apresentar algo diferente, e perto de casa pra eles se divertirem.

Um casal desses,vei! 


Valeu muito a pena. E se você tem pais idosos e eles gostam de sossego e boa música,
levem a Conservatória, eles vão amar.
22.9.19

Revisitando o passado ...sem medo rs

22.9.19
Eu tenho blogs desde 2005. O primeiro tinha domínio MSN e foi descontinuado infelizmente. Mas os demais foram blogspot e eu ainda os tenho. E de tempos em tempos eu revisito meus posts antigos para entender quem eu era, e o quanto mudei nesses últimos quase 15 anos.

Tenho MUITO orgulho da minha trajetória e da pessoa que eu me tornei. E acho curioso que muito do que sou hoje já tinha sementes anos atrás quando as possibilidades nem eram tão claras.

Por exemplo, em 2010 eu já falava em querer ter meu cabelo crespo natural. Falo disso neste post: http://atitudesdemulher.blogspot.com/2010/10/cabelo-crespo-com-orgulho.html . Um trecho deste post: 

“Na contramão da ditadura das Escovas, eu AMO meu cabelo como ele é, crespo. Já alisei algumas vezes e me arrependi, não combina comigo e me tomava um tempo absurdo pra cuidar. Nosso tempo já é muito curto pra gente viver escrava de cabelo né?

Meu sonho dourado é um dia conseguir mantê-lo sem nenhuma química, apenas com uma boa linha de manutenção..enquanto isso nao acontece, mantenho com permanente, apenas para ter cachos definidos e sem tirar muito o volume”.
Eu não sabia, mas já havia uma revolução acontecendo e o cabelo crespo seria redescoberto , aceito e amado. Mas meu desejo já estava ali. 

E aqui estou eu, sem quimicas desde..2011 - 01 ano depois deste post! 07 anos natural!



Outro ponto: em 2011, eu já tinha MUITAS preocupações com o futuro. Contei meus planos no post: http://atitudesdemulher.blogspot.com/2011/01/post-n-100.html . Um trecho deste post: 

"Esse ano faço 39 anos, e ja estou pensando nos meus proximos anos:
Quero estabilidade profissional e garantia de uma maturidade financeiramente tranquila;
Quero cuidar cada vez mais da saude como um todo, e nao apenas do meu corpo; Quero ser uma coroa gostosa e saudavel!!!
Quero sanear as financas de casa e aprender a viver no azul;
Quero emagrecer definitivamente e viver saudavelmente;
Quero me mudar para a Regiao dos Lagos/RJ
Desde entao, todos as minhas atitudes estao alinhadas com os meus planos. "

Hoje aos 47 anos, vejo que alcancei e sigo em busca de manter todas essas metas. 

Alguns objetivos mudaram (fazer concurso, por exemplo, parei de fazer). E Região dos Lagos ficou muito perto hahaha quero ir embora do RJ. Do Brasil um dia, quem sabe.  Mas o objetivo maior de ter uma vida mais tranquila em vários aspectos, se manteve.

A vida é uma jornada de contínuo aprendizado, e tendo nosso mapa de onde queremos chegar tudo fica bem mais nítido. Sigo com meus planos para o futuro, mas hoje em dia querendo também mais viver o presente com mais alegria e leveza.

E você, tem diários/blogs? Costuma revisitar a pessoa que você um dia foi? Ao ler seus escritos, se reconhece neles? Sente orgulho ou embaraço? Me conta!
14.9.19

6# Autocuidado e Dinheiro!

14.9.19

Ha tempos venho me questionando sobre o que tenho, e como uso o que tenho. Ja postei essas reflexões de diversos ângulos aqui no blog e no instagram.

Trabalho há 26 anos. E me pergunto quanto já gastei nessa vida com coisas desnecessárias. Quantas compras por impulso. Quantos juros por atraso, quanto dinheiro dado para financeiras...

Penso que se tivesse tido, desde bem jovem, a educação financeira que a que tive acesso nos últimos anos, minha situação hoje certamente seria outra.

Felizmente eu aprendi a tempo e consegui comprar um imóvel - conquista importante para quem vem da periferia, desculpe quem pensa diferente - pagar por minha universidade, e me proporcionar uma vida decente e confortável.

Mas penso o quanto pessoas, famílias inteiras, são desprovidas de qualquer educação financeira para o futuro e por isso estão condenadas a viver em condições precárias e achando que a vida é assim mesmo, que nada vai melhorar.

Precisamos falar sobre dinheiro. Não apenas sobre como ganhar dinheiro, mas como UTILIZÁ-LO. Precisamos disseminar a ideia de que mesmo nós que somos pobres, podemos colocar o dinheiro para trabalhar pra nós. Que é possível começar com muito pouco e proporcionar a si mesmo e aos seus, uma vida decente, confortável e com perspectivas melhores.

Precisamos, urgentemente, disseminar o pouco conhecimento que adquirirmos, com quem conhecemos.

Nessa época de relações precarizadas de trabalho, aprender a gerir os recursos vai ser a diferença na vida que podemos levar.

Vou listar aqui alguns canais em que hoje você pode aprender o basico sobre educação financeira, de forma simples e divertida. Esses sao os meus prediletos no momento. Há outros, pesquise.

Assista..E mude sua forma de pensar e viver!













13.8.19

Sobre a coragem para mudar - 7 anos!

13.8.19




Um dia pra relembrar.

13.08.2012. Essa foto foi tirada na janela do ônibus 614 (nova América x Alvorada) #cariocasentenderao. Eu, a caminho do meu primeiro dia de trabalho da empresa em que hoje trabalho e completo 7 anos.

Tinha 40 anos. Obesa. Exausta. 18 anos de vida profissional. Endividada(pela última vez na vida). Pedi demissão depois de 08 anos numa empresa que eu admiro muito até hoje, e que não tinha a menor intenção de me mandar embora. Porque cheguei a um momento da vida e da carreira em que precisava tomar uma atitude, e mudar.

Sim, abri mão dos 40% de multa do FGTS quando pedi demissão. Muita gente disse que era loucura, que o mercado tava difícil (como se algum dia tivesse sido fácil, especialmente para mulheres negras buscando uma carreira no mundo corporativo). Levei anos para me sentir pronta pra mudar, e mudei com MUITO medo, porque se algo desse errado, poderia levar muito tempo para me recolocar e eu e minha família íamos pagar o preço da MINHA escolha. Mas fui assim mesmo. E porque dar errado não era opção, tudo deu muito certo e sigo aqui, trabalhando e crescendo. Fácil? Jamais. Mas possível!


O mercado de trabalho está se transformando assustadoramente. Mas como quem já ouviu minhas palestras sabe, não podemos perder de vista de que é um mercado. Se as condições de trabalho não estão como a gente espera, ou se tomaram um rumo que torna inviável a sua permanência, não se apegue. Trace um plano e MUDE.


Nada é mais nocivo para a nossa saúde mental do que a sensação de não ter poder sobre nossa história, de se sentir preso a um emprego porque precisa do dinheiro(TODOS PRECISAMOS MUITO) , do que ir trabalhar sem vontade, de ficar deprimido quando começa o fantástico 🙄.


Se você está infeliz na sua vida profissional atual, estude opções, calcule o tamanho do seu passo e corra o risco, que aviso logo, nunca será baixo. Esteja disposta a pagar o preço das suas escolhas, e seja protagonista da sua história - no mercado de trabalho e na vida como um todo.

Minha vida, meus planos, meus riscos. E se precisar mudo tudo de novo!
28.7.19

#5: Autocuidado & Consumo

28.7.19
Depois de um tempo longe do blog, retomo a sequência de posts sobre autocuidado, falando sobre consumo. 

Quem não gosta de fazer compras? Quem não se sente feliz em adquirir algo que deseja? Poder nos proporcionar acesso a itens de consumo ou experiências interessantes, também é uma função do trabalho. 

As empresas sabem como nos sentimos ao comprar algo e se empenham em criar desejos em nós. Em fomentar necessidades de itens de consumo e serviços. A isso damos os nomes de marketing e propaganda. 

Pense : você precisa mesmo trocar de celular se o seu atual ainda está funcionando? Sua casa precisa mesmo de uma TV de última geração? Você precisa mesmo daquele último modelo de roupa que apareceu na vitrine? E na verdade, de quanta roupa e sapato você precisa?

Minha intenção aqui não é dizer o que você deve ou não comprar, mas te fazer refletir sobre isso. Pense que:
  • A maioria de nós costuma ter apenas uma fonte de renda. E com essa fonte de renda temos que construir a nossa vida, a saber:
    • Pagar os boletos e se autossustentar
    • Realizar nossos sonhos e projetos de vida (faculdade, viagens, casamento, etc)
    • Planejar o futuro (aposentadoria)
Aprender a cultivar o habito de investir para o futuro eh essencial! 

  • Em tempos de reformas trabalhistas e da previdência, está cada vez mais claro que precisamos aprender a planejar, a gastar melhor e fazer nosso dinheiro render, pois tempos cada vez mais dificeis virão a frente. 

  • TODA VEZ que tomamos a decisão de consumir algo, estamos TRANSFERINDO NOSSO DINHEIRO para as mãos de outros. Consumir é, em ultima análise, TRANSFERIR RIQUEZA! E não importa se a gente ganha 998 reais ou 20mil reais - todo ato de consumo é um ato de transferencia de renda - eu entrego o dinheiro em troca de um  produto, bem, serviço, experiencia ou momento inesquecível. E esse dinheiro pode fazer falta em outros momentos da vida. Entao quanto mais tivermos consciência disso, melhores tendem a ser nossas decisões sobre consumo. 
Você precisa mesmo dessa peça em promoção? 

  • TODOS NÓS TEMOS como consumir melhor, como evitar algum tipo de desperdicio e fazer melhor uso da nossa renda, nao importa o tamanho dela. É um aprendizado continuo, na medida que tudo muda muito rapido ao nosso redor, e nossas necessidades tambem vao mudando com o tempo. 

Falando de mim:
  • Me coloquei a meta de usar TUDO O QUE COMPREI ate o final. Estou há mais de um ano sem maquiagem, hidratantes corporais  e produtos de cabelo, por exemplo, E ainda tem muita coisa para ser usada!
  • Estabeleci regras como ficar uns periodos sem compras, e buscar novas formas de usar meus produtos e roupas
  • Busco customizar, reciclar e adaptar minhas coisas, de modo a extender e multiplicar as formas de uso. 
  • Em casa, a batalha é para combater o desperdicio e conter os gastos com concessionárias e operadoras.. e acima de tudo, JAMAIS pagar juros pra financeiras por atraso!

Aprender a lidar com dinheiro e com os impulsos de consumo é um aprendizado diário e eterno. E consumir de forma consciente não significa não comprar nada. Mas comprar o que faz sentido, não ceder a compras por impulso,  e acima de tudo, ser feliz com o que se tem. 

E você já parou para (re) pensar suas decisões de consumo? O que você pode fazer diferente para consumir melhor? Me conte!
11.5.19

#4: Autocuidado & Redes Sociais

11.5.19
Pode parecer contraditório uma blogueira falar em cuidado com redes sociais. Mas é fato que as redes fazem parte da nossa vida, e das nossas relações. Mas elas não vêm com um "manual de instruções" e precisamos ter critério no seu uso.

Meu objetivo aqui é te fazer pensar sobre suas redes e ver o que pode ser feito diferente. 

1) Precisamos mesmo ter TODAS as redes? 
Facebook, LinkedIn, Instagram, Twitter, Tumblr, Whatsapp , Telegram ....? Cada uma tem sua característica e utilidade, mas você precisa mesmo ter contas ativas em TODAS as redes?


2) Você precisa mesmo aceitar TODO MUNDO nas suas redes? 
Você leva desconhecidos para dentro da sua casa e deixa perto dos seus filhos? Ou leva gente que acabou de conhecer para dentro da sua empresa? 
Da mesma forma, deveriamos ter critérios semelhantes para quem aceitamos nas nossas redes. 
É potencialmente perigoso aceitar pessoas que você não conhece direito, ou nem faz parte da sua convivência, num espaço em que você compartilha momentos da sua familia e amigos. Pense nisso! 


3) Você precisa mesmo ler e RESPONDER TODOS OS COMENTÁRIOS? 

Como blogueira, faz parte da interacao com usuarios responder aos comentarios. Felizmente, foram poucas as vezes em que fui alvo de ataques no blog. No instagram nunca aconteceu.

No facebook, já há um tempo me desobriguei de ler e responder a todos os comentários nos meus posts. Porque muita gente vai la basicamente, destilar preconceitos e raiva. e nao sou obrigada.

Apenas repense o quanto de tempo você gasta interagindo e manifestando reações  nas redes, e como isso muitas vezes afeta seu humor, seu sono, e as suas relações com as pessoas.




Acordar e ja olhar o celular, quem nunca? Mas é  mesmo necessário?



4)Você precisa mesmo manifestar opinião sobre tudo?

Toda postagem gera em nós uma reação. Gostamos ou não, concordamos ou não, achamos lindo ou absurdo, revoltante...A questao é: precisamos mesmo dar nossa opinião em todas as postagens? Acima de tudo, se a nossa opinião pode ofender ou magoar, precisamos mesmo falar ja que ninguém nos perguntou?

Ah mas rede social é para isso...Na verdade, não é não. As redes foram projetadas para ser um espaço de interação global,  e podem ser fonte de encorajamento, aprendizado ou de adoecimento mental e emocional. Tudo depende de como usamos. 


5)Você acha que as pessoas são mesmo tão felizes/bem sucedidas/resolvidas como aparentam nas redes? 

Sempre postamos a foto mais legal, com melhor ângulo, o melhor sorriso, a melhor paisagem. E isso tem levado muitas pessoas a pensar que a vida alheia é bem melhor e interessante que a sua. Redes Sociais NÃO retratam a vida de ninguém. Ali mostramos o que queremos mostrar. A vida acontece FORA dali, atrás do smartphone.

A grande armadilha aqui é a COMPARAÇÃO. Somos seres únicos. Ninguém tem a nossa história ou precisou fazer as nossas escolhas. Nossa vida é um somatório de vivências e aprendizados, e é muito difícil e perigoso reduzirmos toda a nossa complexidade a fotos e postagens. Ou mesmo avaliar a felicidade  dos outros a partir de redes sociais. Muitas fotos sorrindo foram tiradas depois de muitas lágrimas derramadas. E nem sempre as pessoas contam...

Não se deixe levar pela impressão da vida super legal e bacana do outro. Na verdade a vida dele deve ser tão normal  e cheia de boletos quanto a sua, com alguns momentos de descontração. 

  
6) Quantas HORAS do seu dia voce tem dedicado a redes sociais?

Quanto tempo que você poderia estar dedicando a um projeto pessoal, está sendo consumido pelas redes sociais? 

Qual foi a última vez que você leu um livro? Ou encontrou um(a) amigo(a) e deu a devida atenção a pessoa que estava NA SUA FRENTE, ao invés de ficar vidrada no celular?

Se você quer saber quanto tempo tem gasto em redes sociais, alguns aplicativos podem ajudar. Um deles eh o QUALITY TIME. Eu o tenho instalado no celular, e os primeiros dias foram reveladores. Assustador o tempo gasto nas redes bem como a quantidade de vezes que desbloqueei a tela do telefone. Tudo isso revela tempo que pode ser usado em outras atividades que talvez estejamos deixando de lado. 


Juntos, mas nao prestando atencao um ao outro...


Como eu venho buscando melhorar minha relação com as redes:


  • Por muito tempo fui usuária assídua do facebook, mas me cansei com o tempo,  hoje uso bem menos e estou amadurecendo a idéia de desativar minha conta.
  • Tinha uma fanpage do blog, que desativei por não ver tanto valor e ser mais uma coisa para ocupar meu tempo.
  • Twitter eu uso mais como um canal de acesso rapido a notícias  e comunicação com empresas e concessionárias, funciona muito bem!
  • Whatsapp eh um mal necessário atualmente, já que todo mundo utiliza o app para se comunicar. Gosto mais do telegram, mas nem todo mundo aderiu.
  • Saí de vários grupos de whatsapp  que consumiam tempo demais e pouca interação realmente benéfica. E sigo fazendo essa análise e saindo sempre que algo não me acrescenta coisas boas.
  • Linkedin eh uma ferramenta profissional , necessária para quem está no mundo dos negocios, 
  • Nao abro redes sociais assim que acordo. Muitas vezes uma noticia ruim pode determinar o humor do nosso dia que acabou de começar..
  • Nos dias que vou para academia , so vejo redes sociais quando chego lá. Isso evita que eu perca tempo pela manhã.  E só fico com o celular quando estou fazendo aerobico, e guardo o celular quando vou fazer musculação.Assim o treino eh focado e mais rápido.
  • Como blogueira, busco atualizar e responder comentários meu instagram quando estou no transito (lembrando que eu NÃO DIRIJO) indo ou voltando. É uma forma de utilizar esse tempo de deslocamento e me atualizar. 
  • Estou fazendo um esforço consciente de não usar o celular quando estou presencialmente com amigos. Se aquela pessoa tirou o pouco do tempo dela para estar comigo, eu devo estar ali com ela. Isso é, em última análise, RESPEITO pela pessoa que está conosco. Isso vale para relacionamentos também. Precisamos rever a nossa forma de usar o smartphone e dar  a devida atenção  a quem está A NOSSA FRENTE! 

Ainda conviveremos com as redes por muito tempo, e novas surgirão. Aprender a utilizar e acima de tudo ESTABELECER LIMITES , é o diferencial para uma relação saudável com essas ferramentas relativamente novas para nós.

E você, como usa suas redes? Acha que cabe algumas mudanças no uso? Me conta!










Design e Desenvolvimento por Lariz Santana