13.10.17

First time log - Saindo da zona de conforto, sempre!

13.10.17
Quem me conhece sabe que eu sou #ALOKADASLISTAS. Adoro listar as coisas que vem a minha mente e fazer isso me ajuda a conter a ansiedade. Ja fiz um post sobre ansiedade, AQUI.

Um belo dia, li um artigo que perguntava QUAL FOI A ULTIMA VEZ QUE VOCE FEZ ALGO PELA PRIMEIRA VEZ? E essa pergunta ficou na minha mente – o quanto somos engolidos pela rotina a ponto de nao tentarmos algo novo por meses, ou anos?

Pensando nisso, assim que 2017 comecou eu criei um FIRST TIME LOG (o nome eh em ingles por motivos de: eu curto. Sua lista pode ter o nome que voce gostar). E todas as coisas novas que fiz em 2017, estao nessa lista. Pode ser uma coisa simples como ter comido um alimento diferente , conhecido um lugar, ido a um evento. Mas esta la.



2017 se encaminhando pro fim, eu olho pra minha lista e vejo quantas coisas diferentes eu fiz, quantas vezes sai da minha zona de conforto. Trabalhei, paguei meus boletos mas tambem fiz muita coisa interessante!

Alem dessa eu tenho a minha lista de 101 coisas em 1001 dias (ja falei sobre esse projeto, AQUI) onde anoto tudo que quero fazer – muitas dessas coisas serao feitas pela primeira vez na vida. Assim mantenho meus sonhos vivos – esperando a vez se se realizarem.

E voce, qual foi a ultima vez que fez algo pela primeira vez? Nem se lembra? Que tal se desafiar a tentar algo novo? Sua autoestima agradece!


29.9.17

Moda Corporativa - Use e abuse!

29.9.17
Uma propaganda muito antiga na TV dizia: O mundo trata melhor quem se veste bem. E no mundo corporativo isso eh muito verdadeiro - a maneira como você se apresenta para o mercado de trabalho, seja em processos seletivos, seja estando ja empregada, eh um fator que conta (mais do que muita gente imagina) em suas perspectivas profissionais.

Muitas empresas adotaram o chamado "DRESS CODE" ou código de vestimenta. Trata-se de um documento que em linhas gerais diz o que eh considerado aceitável como vestimenta naquele ambiente de trabalho.



Algumas empresas exigem traje social a semana toda, outros adotam o chamado casual day, permitindo jeans e tênis as sextas feiras.

Outros tem algumas proibições explicitas como jeans rasgados, camisas de time de futebol e bonés.

 De qualquer forma, eh sempre importante saber se sua empresa tem um dress code e se familiarizar com ele, para se apresentar de forma adequada em cada caso.


Mesmo tendo um dress code definido, da pra sermos criativas e imprimir o nosso estilo pessoal! Tem umas regras que eu aplico e funcionam:

- Voce nao eh obrigada a viver de terninho!
Sim eu já tive coleções de terninhos em cores chave - preto, caramelo - e outras: amarelo, azul e ate rosa!
Mas vivia sempre com a mesma cara e isso me incomodava bastante. Com o tempo fui comprando calcas e blazers/jaquetas/cardigan avulsos e meu acervo ficou muito mais interessante.



Quem me acompanha no instagram ja deve ter percebido que eu NAO TENHO terninho! E nao me faz falta alguma!


- Voce nao eh obrigada a viver de cores neutras!
Claro que ter pecas em cores neutras facilita e muito a vida na hora de escolher o que vestir. Mas a menos que seu dress code seja contra, use e abuse de pecas de cores e estampas vivas para incrementar seu visual! Eu sou super adepta de amarelo, vermelho, pink, verde e estampas diversas para alegrar o look corporativo!

Calca Amarela com blazer e camiseta marinho

saia cinza e blusa turquesa


- Ser elegante nao significa necessariamente viver de salto alto!
So pra lembrar que nao somos obrigadas a NADA rsrsrs Eu prezo pelo conforto e por muito tempo, em funcao tambem do excesso de peso, usava muito mais sapatilhas do que saltos. Hoje intercalo o uso de saltos altos e baixos para trabalhar e eh possivel criar looks interessantes com qualquer tipo de sapato.




- Use e abuse dos acessorios!
As vezes um brinco ou um colar sao suficientes pra dar vida a um look que poderia ser sem graca! Lencos, colares, clutchs, aneis...use e abuse de tudo aquilo que imprime seu estilo pessoal no seu dia a dia!


- Da pra usar Jeans fora do casual day?
Um calca Jeans em tom escuro, com um bom corte, faz bonito durante a semana com uma blusa no mundo corporativo.

Vestido Jeans com Blazer

Meu poderoso de um ombro so, com um colar! 

Vestido e saias jeans também tem lugar no closet corporativo, eh escolher lavagens mais escuras, e jeans que não tenham aparência de surrados. Deixa o destroyed pro final de semana (se seu dress code nao permitir)
Jaquetas tambem podem compor looks com vestidos e saias, use a criatividade!

- Bermuda pode?
Então...nas empresas em que trabalhei e trabalho, bermudas não são permitidas. Mas em muitas empresas eh liberado, e no calor do RJ vou te dizer, deve ser maravilhoso poder trabalhar de bermudas. 
Mas lembre-se que : 
1) Bermuda eh uma coisa e SHORT eh outra! e 
2) Você não esta indo passear, então atenção aos complementos dessa bermuda para que o look não fique informal demais. Vale um salto ou uma sapatilha, vale uma blusa, blazer, cardigan... Bom senso nessa hora ajuda bastante!

- Brilho pode?
Sou suspeitissima pra falar rsrsrs Mas eu amo pecas com brilho, paetê especialmente e sim uso das 9 as 18hs. Sabendo compor ficam looks muito bacanas!
 
Blusa de paete com jaqueta de cor semelhante, contrastando com o jeans escuro. 

- Legging pode?
Pode! Sabendo compor o look fica MUITO legal! Uma legging com blazer, ou uma blusa estilosa e um salto ou uma bota, vai super bem, sempre usei MUITO. Cuidado com leggings pois muitas sao de tecidos muito finos e se esticadas ficam transparentes e vao te deixar desconfortavel. 

Gorda pode usar legging ta? #tragoverdades


- Transparencia pode?
Eu acho um terreno MUITO perigoso. Sabe a coisa do sexy sem ser vulgar? Pois eh. Acho que uma blusa que deixe mangas a mostra, com uma regatinha por baixo pra que ela fique transparente nos bracos ou nos ombros fica bacana, pro trabalho. Agora, guarde aquele sutia de renda matador com aquela blusa de organza pra night. Eh lindo, mas nao pra desfilar no escritorio! Minha opiniao gente, ninguem precisa concordar!

Blusa vazada com uma regatinha por baixo


- Falando em transparências, eh preciso tomar cuidado com calcas e vestidos de cor clara. Eu já tive o desprazer de comprar saias, vestidos e calcas em tons claros, que eram absolutamente transparentes, o que eu acabei descobrindo ao me ver em algum vidro ou espelho na rua, na luz do dia. EU NAO GOSTO (se não lhe incomoda, beleza). Então tento ao máximo comprar pecas claras de tecidos mais encorpados ou ao menos que tenham forro. Nada eh mais chato do que você passar o dia desconfortável com uma peca de roupa!

Resumindo: Ficamos 10 a 12hs fora de casa todos os dias! Quando o assunto eh moda corporativa, entenda o ambiente em que voce trabalha e use sua imaginacao pra se sentir bonita e confortavel ao longo do seu dia. Acima de tudo tenha roupas nao pra trabalhar ou pra sair, mas pra viver! Com criatividade da pra ter infinitas combinacoes no armario!

E no local que você trabalha, existe alguma regra de vestimenta? Como você  lida com ela? Me conta!



15.9.17

Tens de Amar...

15.9.17
Comeco dizendo que este texto embora tenha referencias a biblia, nao eh sobre religiao e sim sobre a vida. 

Ja parou pra pensar por que na biblia, AMAR EH UMA ORDEM?
Numerosas passagens biblicas dizem TENS DE AMAR. DEVES AMAR...
Entao o ser humano nao foi criado para amar? Porque o que eh inerente ao ser humano a biblia nao expressa ordem alguma. Nao recebemos a ordem de respirar, dormir, acordar, se alimentar, porque essas atividades inatas, inerentes a nossa existencia.

Quando penso nisso, me ocorrem varios pensamentos...

FOMOS CRIADOS PARA SERMOS PERFEITOS, mas o plano original foi alterado. Num mundo em que todos fossem perfeitos, o amor seria algo natural, pois fomos criados a imagem e semelhanca de DEUS. Nao haveria necessidade de nos dar ordem alguma de amar, pois amar seria algo natural.

QUANDO NOS TORNAMOS IMPERFEITOS, amar se tornou um desafio. Porque convenhamos, eh muito facil amar algo/alguem perfeito neh? Mas nao somos perfeitos. Alem da imperfeicao humana herdada, vivemos num mundo que cada vez mais alimenta sistematicamente o odio, a intolerancia, o desrespeito ao individuo e a violencia. Tem sido cada vez mais dificil expressar amor e se sentir amado, no meio de um ambiente tao hostil.


SE AMAR EH UMA ORDEM, EH TAMBEM UMA ESCOLHA. Nao importa se estamos falando do amor ao proximo, ou mesmo do amor romantico (que querem que a gente acredite que eh incontrolavel e tal, papo pra outro post...) ...voce ESCOLHE AMAR. Sim, porque temos livre arbitrio, certo? Temos sempre a escolha do amar ou nao, como tudo na vida. No mundo hostil e cheio de odio que vivemos, amar eh revolucionario! Podemos escolher qual o sentimento que vamos alimentar dentro de nos. Podemos escolher, apesar de todos os fatores em contrario, AMAR. Mas nao amar o perfeito, amar o semelhante. Mas amar quem pensa e age diferente de nos. AMAR quem nos desafia. AMAR quem nos contraria. 



E A ORDEM EH AMAR AO PROXIMO COMO A NOS MESMOS. Nem MAIS, nem MENOS. Eh dar a outro a mesma medida de amor, respeito e compreensao que esperamos receber. Nas relacoes de amizade ou amorosas, amor precisa ser troca e reciprocidade. Sempre que nao ha, existe desequilibrio e sofrimento.



Tendo a consciencia de que amar NAO EH NATURAL e eh uma ESCOLHA, temos que ENSINAR nossas criancas a AMAR. E sim, muitos adultos precisam (re)APRENDER a amar. Muitas vezes o amor esta soterrado em magoas, ressentimentos e traumas. E a pessoa nao sabe mais expressar. Nao sabe dar nem receber amor. Vivemos uma sociedade adoentada nesse sentido, infelizmente.

AMAR "APESAR DE" ....eh nosso grande desafio como humanidade....AMAR a todos independente de genero, raca, cor, religiao, nacionalidade, time de futebol (rsrsrs) e qualquer criterio que torne o outro diferente de nos. So A ESCOLHA DE AMAR A TODOS pode nos salvar da barbarie completa. 


Eu escolho amar - a mim mesmo e aos que me cercam. E voce?
1.9.17

Como lidar com as finanças do casal?

1.9.17
Poucos assuntos numa relação são tão importantes e delicados quanto finanças. Este costuma ser uma das maiores fontes de desentendimentos entre casais.



Para complicar, vivemos num país em crise – custo de vida aumentando muito, muitos desempregados, muitos que tinham a vida certinha CLT e hoje estão no mercado informal, muitos que tinham renda variável e perderam comissões/horas extras/sobreavisos e a renda despencou. E muitos estão tendo que ajudar sua família, já que algumas pessoas estão trabalhando sem receber salário (caso, por exemplo, dos funcionários públicos do RJ). Não importa qual a nossa situação, todos estamos sofrendo com a situação do pais.

Então como lidar? A idéia aqui eh não é trazer formulas prontas, por que elas nao existem – cada família encontra sua forma de lidar com o tema. Mas trazer algumas possibilidades e ideias que podem servir para você. Este foi um post colaborativo, e agradeço desde já as amigas que se dispuseram a falar do assunto.

A primeira coisa: FALEM SOBRE DINHEIRO COM SEU PARCEIRO.
Nao pode haver tabu sobre este assunto. Problemas financeiros costumam ser muito mais um problema comportamental do que matemático. Cada um trouxe, ao casar, suas crenças e valores sobre dinheiro. E nem sempre essas crenças sao semelhantes.



Casos mais comuns:
- Um pensa em poupar para realizar sonhos e viver de forma equilibrada, e o outro é perdulário, gastador.
- Ou as vezes nem é gastador mas simplesmente nao sabe controlar as finanças e está sempre no vermelho;
- Nenhum dos dois tem ideia de como lidar com finanças e precisam aprender juntos;


DECIDAM COMO as finanças serão administradas entre vocês. São várias as possibilidades:
- Ha casais que preferem dividir entre si quem paga o quê, e cada um honra seus compromissos;

- Outros abriram uma conta conjunta para este fim, e depositam mensalmente os valores relativos as contas.  Mas mantém uma conta corrente individual, e o que sobra do salario de cada um, gastam/investem como querem;

- Outros deixam essa responsabilidade apenas para UM em casa, que tem mais aptidão ou mais tempo para administrar. O outro apenas transfere o valor devido para quem vai cuidar do assunto.



Esse controle também varia muito:
- Alguns casais mais habituados a tecnologia usam planilhas e agendas compartilhadas (alô google docs) para organizar a vida financeira. Ou nao compartilham, mas mantém controle em planilhas e aplicativos;

- Outros usam o bom e velho caderninho – alguns casos um caderno para a casa toda, outros um caderno para o casal, para anotar todos os gastos e ver onde eh possivel fazer ajustes;

- Há os que deixam os recursos de uso mais imediato em casa, numa gaveta, por exemplo. Um sempre prestando contas ao outro de quanto usou e repondo o valor;

  
PLANOS E PROJETOS PESSOAIS E DO CASAL
Eu parto do principio de que existem os planos de cada um, e os planos do casal. Temos um relacionamento mas precisamos manter a individualidade. Então conversem sobre seus planos individuais e vejam como voces podem se planejar para, a seu tempo, cada um realizar seus projetos. Alguns projetos são simples , outros (educação continuada, viagens, compra de bens duraveis como carro e imovel) demandam tempo e planejamento. Se numa relação só um se realiza e o outro assiste...tem algo errado. E não há nada demais em um participar na realização dos sonhos do outro, desde que haja equilíbrio no que é dado e recebido.

Como realizar todos os sonhos, individuais e do casal? 


Acima de tudo, saiba dizer NÃO. Sim, por que pode acontecer de um dos dois querer dar um passo MUITO maior do que as pernas, sem se planejar.  É ótimo comprar um imovel ou um carro, ou uma viagem, ou um celular novo,  mas voce sabe como vai pagar? Se você é contra, expresse sua opinião, porque depois apenas dizer EU TE DISSE...nao adianta! Parceria também é saber dizer a verdade ao outro. Não se omita!

Sobre investimentos:
- Alguns casais mantém seus investimentos em separado, cada um com sua poupanca, por exemplo;

- Outros tem uma poupanca conjunta para os projetos do casal, e uma individual para seus projetos pessoais;

- E outros mantém um investimento conjunto, alimentado pelos dois e as vezes ate pelos filhos, para os projetos em comum.;

- Para os que são autônomos e muitas vezes tem dinheiro na mão, diariamente:  Uma boa pratica, eh se determinar a separar diariamente uma quantia (10 reais que seja, se possível), para guardar. No começo é difícil, e nem todo dia você pode ter essa quantia para guardar. Mas uma vez que você começa e tem um plano, você vai se motivar. E vai se surpreender quando ver o quanto foi capaz de guardar, para uma emergência ou pra realizar um projeto!

Aprender a poupar para imprevistos eh necessario!


Quando as coisas mudam
Esteja pronto para mudanças repentinas. Um dos dois pode perder o emprego, ou mesmo ficar impossibilitado de trabalhar por razoes médicas.  Pode ficar um longo período sem poder gerar renda como antes,  e o outro terá que assumir temporariamente todas as finanças, ou o padrão de vida pode se modificar rapidamente.  Saber ser solidário ao outro nesse momento, e ter a flexibilidade de mudar a rotina e os hábitos, eh fundamental.

Para os que já tinham o habito de se planejar, fica menos difícil (porque fácil nunca é) passar por esses momentos. Mas se a família vive na roda viva financeira estando os dois gerando renda, gastando muito acima de suas capacidades, quando um deles perde sua renda, o castelo desmorona!

E quando ja estamos todos envididados?
É o momento de sentar e ter uma conversa muito séria sobre a vida que vocês pretendem ter. E agir concordemente. Avaliem sua situação, ponham TODAS as dividas na mesa, tracem um plano e comprometam-se com ele até o fim. Vocês merecem dormir sem a espada das dívidas multiplicando sob suas cabeças! Sobre como se livrar das dívidas, ja falei AQUI.

Nem sempre a conversa será facil. Mas é necessaria!


Na maioria dos casos, a decisão de mudar a vida financeira do casal não é tomada em conjunto. Um dos dois decide e tenta levar o plano a frente. Prepare-se para enfrentar resistências se esse for o caso, e espero que você encontre forças para nao desistir! 

Muitos casais vivem com problemas quando não há aptidão para lidar com finanças, nem a HUMILDADE de reconhecer isso e pedir ajuda. Por outro lado, se reconhece o problema e se propoe a viver de outra forma, os resultados sao maior estabilidade financeira, o que leva a prosperidade, e menos fonte de pressão para a vida a dois. Nao é fácil, e leva algum tempo para se chegar ao equilíbrio. Mas ele chega a quem não desiste!

(Notem que não toquei no assunto filhos. Por nao ser mãe, entendo que nao me cabe falar deste assunto. Mas acredito que os principios acima também ajudam muito a decidir a melhor forma de lidar com a chegada do(s) filho(s). )

O ponto crucial deste assunto é, lidar com dinheiro numa relação exige PARCERIA, RESPONSABILIDADE, CONSIDERAÇÃO e HUMILDADE. A forma como usamos o dinheiro numa relação reflete muito de quem somos. Precisamos ter a consciência de que o que fazemos, afeta a vida e os planos dos que estão a nossa volta. E humildade sim, de aceitar que aquilo que queremos talvez não possa ser adquirido agora. Não dá pra fazer o que se quer quando quer, sem haver consequências pra todos em volta.  
 
Nao ha idade pra começar. E quanto antes, melhor! 

Para finalizar, gostaria de deixar dicas sobre livros que li sobre finanças e que me ajudaram muito, recomendo!





Vida financeira equilibrada é também, qualidade de vida. Pense nisso!

E na sua casa, como se lidam com as finanças? Me conta!

Abraços!
















-





18.8.17

Precisamos falar sobre Aposentadoria!

18.8.17


Se você ,como eu, tem mais de 40 anos, seus pais provavelmente estão aposentados, ou aposentando.

A geração dos nossos avós, em sua maioria, confiou plenamente na previdência publica para garantir a sua renda na velhice. Poucos se preocupavam em guardar dinheiro já que o governo ia devolver décadas de contribuição ao INSS , em forma de aposentadoria ou pensão. 

A geração dos nossos pais já descobriu da pior forma que isso não eh verdade. Que apesar da montanha de dinheiro dado ao INSS na ativa, o valor da aposentadoria nem de longe atende as necessidades básicas da terceira idade e muitos idosos, já aposentados e em muitos casos com a saúde debilitada, ainda trabalham para conseguir se manter. 

A minha geração, que entrou no mercado na década de 1990, está ouvindo há anos falar em reforma da previdência (já assistiu a uma, na verdade), já ouviu falar ou já tem uma previdência privada e entendeu o recado. Mas muitos ainda não despertaram DE VERDADE para a necessidade de poupar para a maturidade e velhice. 


Gerações posteriores a minha, já entraram no mercado sabendo que só podem se aposentar com 60 ou 65 anos + 30 ou 35 anos de contribuição. 

Somos muito imediatistas e estimulados dia e noite a comprar o que não precisamos e levar um padrão de vida acima das nossas capacidades. Além disso, na casa dos 20 anos,a maioria não se preocupa em como chegaria à velhice. Parece tão longe..só que a idade chegou para muitos de nós. Eu mesma já estou perto dos 50 anos! E também não me preocupei com isso, até chegar aos 40 anos.  E com a maturidade, chegou a realidade - minha aposentadoria não vai dar pra me sustentar, e agora? 

Agora uma nova mudança na previdência se aproxima, e pode ser que tenhamos que trabalhar não ate os 60/65 anos, mas até os 70 anos ou mais. Quem vai aguentar trabalhar ate la? E,FATO: quanto mais envelhecemos, maiores são nossas despesas (com saúde, especialmente) e menor se torna nossa renda, caso não façamos nada a respeito AGORA! 

Independe do resultado desta reforma, todos precisamos nos conscientizar de que nossa forma de lidar e pensar nossa maturidade e velhice PRECISA MUDAR. Não apenas financeiramente, mas também em termos de saúde (assunto para outro post). 

Quantos anos você tem? Está entrando pro mercado agora? Já entrou? Então comece já! Comece com o que pode. 30,  50, 100 reais, não importa. Estamos falando de plano de longo prazo então não importa o quanto você investe e sim a regularidade com que você o faz. E te garanto, com o tempo você mesmo vai encontrar formas de aumentar este valor! 

E o que eh 50 reais hoje? Uma pizza, dependendo de onde voce more.

Esse simulador mostra como seus investimentos podem evoluir com o passar dos anos:


Muitos pais já começam a pagar um plano de previdência, ou comprar títulos do tesouro direto, para eles mesmo e/ou para seus filhos, pensando no custo de uma universidade no futuro. Pode parecer absurdo, mas se você começa poupando 50 reais hoje, daqui a 18 anos vai ter um um valor acumulado que pode surpreender e que pode sim, fazer a diferença em suas necessidades futuras.

Hoje podemos alegar tudo menos FALTA DE INFORMAÇÃO. 
Independente da  situação da previdência, vamos fazer a nossa parte em ganhar consciência financeira e começar a investir para um futuro com dignidade!


11.8.17

Dinheiro: Organize sua vida financeira em 5 passos

11.8.17
Repost de um artigo que escrevi em 2015 Não mudaria uma vírgula! Tenho conseguido manter minha vida organizada e as dicas seguem válidas, especialmente em tempos de crise.

Já falei sobre minha própria dificuldade em lidar com dinheiro, e como resolvi o problema. Se quiser conhecer minha história, leia aqui neste aqui

Nao sou consultora financeira, nem entendo profundamente de finanças, mas entendo da dificuldade de fazer o salário caber no mes, pois esse tem sido meu desafio da vida inteira. Depois de anos de planejamento, organização e sim, sacrifícios, a vida ficou bem menos sofrida financeiramente. E a idéia é falar do que deu certo pra mim, e que talvez possa funcionar para alguém.

Com paciência, disciplina, algum sacrifício e muita vontade de mudar, você consegue sair da roda-viva das dívidas e dormir pensando em outras coisas além de contas! Para isso, 05 passos são necessários para você se organizar de vez:




 1) Saiba quanto você ganha.
Nao ria. Se sairmos por aí perguntando quanto as pessoas ganham, muitas sabem dizer seu salário BRUTO. Mas poucas sabem dizer o seu salário LÍQUIDO – aquele que efetivamente entra na sua conta depois dos descontos. Então, para começar a se organizar, saiba quanto efetivamente você tem para viver. 

Se você tem remuneração fixa a tarefa é simples: no(s) dia(s) do pagamento veja quanto efetivamente entra na sua conta . Esse é o seu salário liquido.

Se você tem remuneração variavel, existem duas situações:
- Há os que ganham remuneração fixa + comissão: Contabilize o fixo, e faça uma média semestral das suas comissões para ter um valor aproximado da parte do variável com que você pode contar mensalmente.
- Se você ganha somente remuneração variável: Primeiramente parabéns, você tem nervos de aço!(não sirvo pra isso..rs) Vale a regra da média semestral também, para calcular um valor médio de salário.


2)Saiba quais sao suas despesas fixas.
Seja você solteira ou casada, more com os pais, sozinha ou tenha sua própria família, trabalhe ou estude, a maioria de nós tem despesas fixas – aquelas despesas que se repetem mensalmente e tem dia certo para pagamento. Essas despesas precisam ser identificadas e o valor referente a elas precisa estar provisionado no nosso salário. Então relacione todas essas despesas fixas para saber que parte do seu salario já está comprometido com elas.

Note que algumas despesas fixas têm valores fixos (ex:  tv a cabo, link de internet, prestação de imovel, condomínio, mensalidade de academia, etc), e outras tem valores variaveis, conforme consumo (luz, gás, agua, celular, telefone fixo, compras, etc).

É importante verificar esses valores variáveis e ver o que pode ser economizado:

Você tem o pacote mais econômico que sua operadora de TV ou celular pode oferecer?

Vale mesmo a pena continuar com celular pré-pago, ou um plano pós-pago hoje pode ser mais vantajoso (lembre-se que o minuto das ligações no sistema pré-pago é bem caro e a internet eh cobrada por dia)?  

Ha como reduzir sua conta de luz, água e gás, seguindo recomendações das concessionárias e observando desperdícios que podem ser evitados?

Você compra o que realmente precisa, ou corre na primeira liquidação e compra tudo pela metade do dobro? (muitas liquidações são engodos, é bom ficar esperta!).

Pense que seu salario é um só, e se você conter os gastos desnecessários, vai sobrar dinheiro para gastar com o que realmente quer, ou para quitar as dividas que eventualmente existam.

Falando nisso....

 3)Saiba quais sao suas dividas!
Quanto você deve? E a quem? Voce tem cheque especial, emite cheques pré-datados, compra cosméticos em revista com a vizinha e roupas com a amiga que leva pra você ver, sai pra se divertir e parcela no cartão dos amigos...e esta tudo atrasado e voce nao tem idéia do quanto deve?
Relacione TUDO o que você deve. Muita gente evita fazer isso dizendo – ah nao tenho como pagar entao prefiro nem ver. Mas a questão não envolve apenas pagar as dívidas, mas amadurecer como pessoa, e aprender a lidar com o dinheiro de forma consciente e responsável. Então relacione todas as suas dívidas, e comprometa-se consigo a criar um plano para quitá-las.

Bom, agora que você conhece seu cenário atual – quanto ganha, quanto gasta e quanto deve, pode comecar a planejar a sua vida. 

Se voce não tem dividas, parabéns, vá direto ao item 5. Se tem, leia o próximo item: 



4) Se você esta endividada...
- PARE DE GASTAR! Eh a primeira coisa a fazer. Se você tem cartões de crédito, quebre-os, ou guarde para EMERGÊNCIAS (leia-se questões de saude, ou coisas dessa gravidade. Uma liquidação da sua grife predileta com precos 70% off NÃO É UMA EMERGENCIA, combinado?)

- Dependendo da situação em que você se encontre, simplesmente nao eh possível negociar todas as dívidas ao mesmo tempo, o que significa dizer que você vai pagar somente o que for possivel e as demais vao continuar rolando e gerando juros (paciência, voce se meteu nesse buraco, mas com paciência e organização você sai). Caso você tenha condições de fazer um empréstimo a juros menores do que suas dívidas atuais, e que lhe permita quitar TODAS AS DIVIDAS, pode ser uma alternativa. Mas isso só vai funcionar se você parar de gastar!

NOTA: Sobre minha própria experiência: Mais de uma vez tomei empréstimos para quitar dividas, mas nao parei de comprar no cartão de credito. Resultado: Terminava com duas dividas para pagar - o empréstimo, e o cartão parcelado! Demorei mas aprendi - Nao cometa essa loucura! Se vai pegar o empréstimo COMPROMETA-SE E NÃO COMPRE NADA, OU COMPRE APENAS O ESSENCIAL ATÉ SAIR DO VERMELHO. 

Caso o empréstimo também nao seja possivel, veja o montante do seu orçamento que você hoje dispõe para pagar uma prestação, e tente fazer acordos com uma ou mais  dessas dividas para quita-la. Terminando essa, passe a outra. Até o final. Sim, seu nome provavelmente vai ficar negativado até lá. E muitas vezes com o nome negativado e sem crédito a gente descobre que consegue sim, viver sem tantas compras por impulso que costumamos fazer. É uma boa fase pra se observar. 

Atualmente existem feirões dos credores em que sao possíveis acordos com condições bem favoráveis para quitação de dívidas. Mantenha seus dados atualizados com seus credores. Assim voce vai receber todas as ofertas de quitaçao que eles fizerem e uma delas vai se encaixar nas suas possibilidades.

Aproveite todo e qualquer dinheiro extra (13, férias, comissoes) para quitar suas dividas. Lembre-se enquanto voce estiver devendo, qualquer planejamento que voce fizer, ficará furado.

Quando tudo terminar, SOME TUDO O QUE VOCÊ PAGOU. Coloque num papel, quanto dinheiro voce pagou em juros e encargos de dividas (eu fiz isso e tinha pago quase 30mil reais em dividas, da ultima vez). Reflita honestamente: essas compras foram todas necessárias? Pense em todas as coisas que você podia fazer esse gastasse esse dinheiro com VOCÊ MESMA. E pense que você eh capaz de juntar esse dinheiro – afinal voce se organizou para pagar suas dividas! Utilize esse período para refletir sobre a vida que você quer ter – quer eternamente dar seu salario todo pros bancos, ou quer ter uma vida de verdade? Só depende de você! Pense nas viagens, cursos, em tudo o que você poderia fazer ou conquistar com esse dinheiro que você esta dando de graça pros bancos na forma de juros e encargos, por pura falta de planejamento. Você merece uma vida melhor do que essa, não acha?

Quitou todas as dividas, só tem agora despesas correntes? Parabéns, agora podemos conversar!


5) Algumas medidas que funcionam bem pra mim.
  • Mantenho um controle da minha vida financeira. Dependendo do seu estilo de vida, pode ser em papel, numa planilha de excel, num aplicativo (existem vários que cumprem bem essa função e ja falei deles AQUI). Mas o fundamental é SABER o quanto você ganha, quanto você tem para pagar, e quanto você tem livre para gastar com o que quiser (se é que você tem). Isso é fundamental para uma vida financeira organizada.
  • Tenho apenas UM cartão de credito, cujo limite é em torno de 30% do meu salário liquido. NOTA:Quando o banco me enviou o cartão ele tinha de limite quase a totalidade do meu salário (gasta,bobona!) . Eu imediatamente liguei para a operadora e pedi para diminuírem o valor para o que eu sabia que conseguiria pagar integralmente a fatura todo mês. Depois de muito tempo tentando convencer a atendente, ela reduziu.
  • Nao tenho cartão de N-E-N-H-U-M-A  LOJA.
  • Cartão de crédito fica em casa, só levo na bolsa quando sei que vou precisar dele.
  • Nao empresto cartao de crédito, cheque, nem faço compras em meu nome para N-I-N-G-U-É-M (Aqui incluindo amigos e parentes). Quando você faz compras em seu nome, VOCÊ é responsável pela divida. Se quem te pediu não pagar..azar o seu. E pense: Se alguém precisou pedir seu CPF emprestado é porque o da pessoa está “sujo”, negativado. E se ela não teve o devido cuidado com o dela, o que a faz pensar que vai ter com o seu??? #AcordaBonita

  • JAMAIS empreste a ninguém, dinheiro que vai fazer falta no seu orçamento. Estamos numa época de crise e muito desemprego. E pode acontecer de alguém lhe pedir dinheiro emprestado. ANTES de emprestar pergunte-se: se essa pessoa não honrar o compromisso, não pagar no dia que combinou ou mesmo nao pagar NUNCA, isso vai bagunçar a minha vida? Se a resposta for SIM, pense bem se vale a pena dispor desse dinheiro para outros, e deixar sua a vida a descoberto. Generosidade sem responsabilidade, não funciona! 

  • Quando faco compras procuro comprar em dinheiro ja que muitas lojas oferecem desconto(pergunte sempre!).

  • Em alguns casos uso o cartão de crédito já que ele junta milhas que eu troco por passagens aéreas de tempos em tempos. Mas, nao importa o que aconteca, sempre pago a fatura integralmente. Pagamento minimo JAMAIS!

  • Mantenho duas contas bancarias: em uma fica o dinheiro destinado as despesas correntes. Na outra fica o dinheiro que esta livre para uso. Pode ser 50 reais – ele fica em outra conta. Isso evita que eu acidentalmente gaste o dinheiro que era da conta de luz por exemplo...Naturalmente o cartão dessa conta fica muito bem guardado para evitar deslizes.

  •  Cheque Especial? Tenho hoje e raramente uso, e dado o seu baixo valor, consigo cobri-lo muito rapidamente e o valor de eventuais juros também é pequeno. Meu banco também vive tentando aumentar o meu limite. NAO, OBRIGADO. Gasto meu dinheiro, acabou, acabou. 




  • Faço o meu orçamento (despesas correntes) considerando APENAS o meu salário mensal - Não incluo extras como férias e 13º salário como rendas para minhas despesas mensais (e o cheque especial muito menos néam?). Minha vida precisa caber no meu salário mensal!!! Assim quando esses valores extras entram eu os tenho livres para fazer o que quiser! Claro que imprevistos acontecem, mas é bem diferente de receber as férias e saber que nao vai sobrar um centavo nem pro cinema, porque tem que quitar o acordo do cartão de crédito. :( 


Parece impossivel? Pois eu te digo que ver seu mês fechar no azul, e  planejar suas férias sabendo que vai poder usar o dinheiro para fazer algo para si, ao inves de apenas quitar dívidas, vai dar outro ânimo a sua vida! 


Design e Desenvolvimento por Lariz Santana